Este tempo de renovação que é a Páscoa, pelo símbolismo do ovo, que é como uma armadura que esconde uma nova vida, parece ser o tempo certo de se fazer reflexões. Talvez também fazer projetos ou novos hábitos que lhe garantam experiências alegres no futuro, com sua tão sonhada felicidade.

A felicidade é um estado de espírito que se mantém pelas nossas escolhas e nosso caminho. Ela não funciona bem como um objetivo a ser alcançado, mas sim como uma maneira de se viver a vida.

Você pode ter felicidade quando come um chocolate, quando está trabalhando, quando estuda algo que gosta, quando conversa com alguém que ama e te faz bem. Você pode ser feliz a maior parte de seu tempo.

Mesmo sabendo disso, pode haver momentos que o desânimo te enlace num abraço desconfortável. Nesses casos o melhor é fazer uma reflexão e identificar a causa ou causas do seu desânimo. 

É possível que ás vezes você se sinta desanimado apenas pelo engarrafamento do trânsito, a perda no jogo do computador, o chefe chato, a aula cansativa, entre muitas outras causas. No entanto, é preciso estar atento para que essa sensação não seja recorrente.

O desânimo não faz bem a sua saúde, tanto física quanto mental e espiritual. Ele é caracterizado pela falta de energia do nosso sistema, isso inclui a energia que mantém nossas defesas imunológicas ativas, o bom funcionamento das células do nosso corpo e a proteção espiritual que temos naturalmente. Por isso é tão importante que se o desânimo se tornar frequente, você tome as medidas necessárias para retomar a alegria, antes que ele se transforme em um caso de depressão.

Medidas simples como mudanças de hábitos ruins, de lugares ruins e de pessoas ruins já lhe ajudam, pois o simples fato de você estar longe daquilo que lhe faz mal, contribui para que você esteja mais perto daquilo que lhe faz bem. Porém é necessário identificar as causas do seu desânimo antes de qualquer abordagem. Retire um tempo para pensar em sua vida, seu relacionamento com as outras pessoas, seu trabalho, seus estudos, suas práticas espirituais ou religiosas, seu dia-a-dia e seu convívio com si mesmo. Quanto tempo você tem dedicado para apenas pensar sobre estas coisas?

Durante todo o processo, você deve estar permanecer tranquilo e paciente, pois não há caminho que não possa ser trilhado quando se confia em si mesmo. Esta será a hora que você estará de frente com sua consciência e com a vida que tem levado até o momento.

Uma vez que você tenha encontrado o que te deixa insatisfeito, aquilo que tem roubado sua energia, será preciso aceitar que aquilo te afeta e te faz mal, por mais bobo que possa parecer. Não se pode modificar algo que você nem acredita que exista. Esse é a parte da aceitação.

Depois disso, um alívio deverá tomar seu peito. Não é preciso temer aquilo que se conhece. Você então poderá encontrar as respostas para ter uma vida mais feliz, sem aquilo que te deixa infeliz. Não se preocupe em encontrar todas as respostas de uma vez. Elas irão aparecer no seu devido tempo. Peça o auxílio de seus deuses, para lhe guiar nesse caminho novo de auto-conhecimento.

Uma dica: Seus sonhos são como estrelas guias nesse caminho. Bússolas que lhe indicam o te faz feliz. Falo dos sonhos que temos quando estamos acordados. Aquilo que gostaríamos de realizar pelo simples fato de nos fazer bem. Sonhe o máximo possível!

Fonte: Tiago Andrade

Anúncios