hope tree

Acho as árvores seres maravilhosos. Imóveis em meditação constante. Cientes de tudo que acontece ao ser redor. Espectadoras do cotidiano louco das cidades e do movimento do mundo. Atentas para o leitor que senta para aproveitar sua sombra e para a borboleta que a visita em uma tarde. Sinto a generosidade de sua companhia.

São essenciais para a vida na Terra e ainda assim são massacradas e estraçalhadas por mãos humanas, sem nenhum remorso.

Os antigos celtas veneravam árvores sagradas que são guardadas pelas fadas. O carvalho principalmente era a árvore sagrada da Deusa e do Deus. Outras plantas eram conhecidas por seus poderes mágicos de proteção, cura, adivinhação, etc.

Os vikings acreditavam na Yggdrasil, uma árvore localizada no centro do universo que liga os nove mundos da cosmologia nórdica, cujas raízes mais profundas estão situadas em Niflheim, onde ficam os mundos subterrâneos; o tronco é Midgard, ou seja, o mundo material dos homens; a parte mais alta, que se dizia tocar o Sol e a Lua, chama-se Asgard (a cidade dourada), a terra dos deuses, e Valhala, o local onde os guerreiros vikings eram recebidos após terem morrido, com honra, em batalha.

Conta-se que nas frutas de Yggdrasil estão as respostas das grandes perguntas da humanidade. Por esse motivo ela sempre é guardada por uma centúria de valquírias, denominadas protetoras, e somente os deuses podem visitá-la. Nas lendas nórdicas, dizia-se que as folhas de Yggdrasil podiam trazer pessoas de volta a vida e apenas um de seus frutos, curaria qualquer doença.

Há também a famosa Árvore da Vida que foi plantada por Deus no Jardim do Éden juntamente com a Árvore do bem e do mau. Ela tem o poder de deixar imortal qualquer ser humano que coma de seu fruto. Eis um trecho da bíblia: 

  • Génesis 2:9
“Jeová Deus fez assim brotar do solo toda árvore de aspecto desejável e boa para alimento, e também a árvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do que é bom e do que é mau.”

Também há referâncias a uma árvore na Babilônia, em que escritos religiosos da antiga Caldéia afirmam que próximo a Eridu havia um jardim com uma misteriosa Árvore Sagrada, plantada pelos Deuses, cujas raízes são profundas e seus galhos alcançam o céu, protegida por espíritos guardiões, onde os homens não podem entrar.

E na Grécia, cuja mitologia descreve uma árvore com maçãs de ouro, em uma ilha no oceano, sob as bençãos de Zeus, onde os Deuses vão comer dessas maçãs para manter a imortalidade.

E na América na cultura maia e para os nativos da Papua, no Pacífico, sendo encontradas figuras e representações de árvores divinas que trazem a felicidade e salvação.

Neste contexto venho explicar o nome do blog.

Baseia-se na linguagem elfica da trilogia de livros O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien. Significa ESTEL = esperança e GALADH = árvore.

Uma árvore presente tanto neste mundo quanto em todos os outros, que se nutre da magia da vida e gera frutos de mais vida, sabedoria, cura , sorte e felicidade. Ela pode ser encontrada por aqueles que sonham e desejam pela paz e amor para sua vida e a vida de outras pessoas.

Portanto, este blog é dedicado à árvore da esperança de que nossas vidas podem se tornar mais bonitas, com mais igualdade, magia, justiça, respeito ao meio ambiente e evolução espiritual. Acredito nisso e espero que possamos todos ajudar para que este mundo imaginado se torne cada dia mais real, cultivando a árvore que vive dentro de cada um de nós.

Um abraço…

Anúncios